Cidadania x Corrupção


#1

Cobramos muito os Legisladores, Judiciário e Executivos, mas como mudar o topo da piramide sem mudar a base da sociedade? É comum se falar em “jeitinho brasileiro” e é justamente a partir desta cultura que a corrupção se instalada na nossa sociedade. O “troco” para ter uma vistoria veicular aprovada ou mesmo para fazer uma ligação de internet clandestina. Como podemos ajudar a combater isso?


#2

Será que uma rede social colaborativa onde os usuários pudessem visualizar e denunciar pequenos atos corruptos (propina em blitz, estacionamento em local indevido, etc.) ajudaria na conscientização da população?


#3

Parece-me que uma solução/contribuição passaria pela educação (jogos educativos, talvez?)


#4

Acredito que podemos usar a tecnologia para dar mais transparência a estes processos, inclusive canais comuns e colaborativos de denuncia. Só com uma sociedade efetivamente participativa e engajada mudaremos a corrupção pela raiz.


#5

Daniel,

muito bem lembrado! Focamos muito nos grandes volumes governamentais desviados, mas devemos nos preocupar.

É possível encontrar uma maneira de reeducar o cidadão, de forma a evitar que pequenas corrupções corriqueiras se tornem um padrão comportamental.

E se pudéssemos, por exemplo, avaliar através de cadastro a probabilidade de um cidadão falsificar documentos que dão acessos a descontos, passar irregularidades por vistorias, gatos de energia, água, televisão a cabo, entre outros.

O desenvolvimento do setor de infraestrutura fica comprometido por estes “pequenos delitos” que somados se tornam exorbitantes!


#6

Acho que a única maneira de enfrentar isso é, além de cobrar, monitorar, participar e fazer um trabalho específico de incidência para que as ótimas iniciativas não fiquem só nas iniciativas. Um bom exemplo (ou mal exemplo) foi o projeto de lei “ as dez medidas contra a corrupção) que, após apresentado no Congresso Nacional, com um grande numero de assinaturas , etc, está parado no Senado há mais de um ano sem que ninguém reclame ou faça uma pressão (como feito inicialmente)


#7

Outro exemplo foi a virada legislativa aqui em João Pessoa no ano passado que , não estou enganado, produziu 3 projetos de leis. Seria o caso também de ver onde ondam os 3.